A eletroneuromiografia (ENMG) é utilizada para detectar alterações nos nervos periféricos dos membros superiores e inferiores, os quais podem sofrer lesões em doenças ocupacionais (do trabalho), traumáticas (acidentes de motocicletas, de carro ou por armas de fogo ou branca), podendo ainda alterarem-se nas doenças metabólicas (diabetes mellitus, alcoolismo), infecciosas e degenerativas.

Geralmente os pacientes se queixam de distúrbios da sensibilidade, como áreas anestesiadas (adormecidas), com parestesias (sensações de formigamento, de “alfinetadas” e de queimação) e de distúrbios motores, como redução da força, perda de massa muscular (atrofia), cãimbras e tremores excessivos.

É rotineiramente solicitada em casos de hérnias de disco cervical e/ou lombar, para síndrome do túnel do carpo (dedos das mãos que adormecem, principalmente pela madrugada), compressões do nervo ulnar ao nível do cotovelo (frequente em profissionais que se apóiam sobre os cotovelos).

Consiste na colocação de eletrodos nos locais onde se pretende avaliar, captando os sinais elétricos gerados pelos nervos, após serem excitados por um estímulo elétrico (pequeno choque). Após essa etapa, faz-se a captação da atividade elétrica gerada nos músculos (dos membros superiores e/ou inferiores, ou do tronco, ou da coluna ou mesmo da face, quando se trata de paralisias faciais), com a utilização de eletrodos parecidos com agulhas de acupuntura, muito finas, causando pouquíssimo desconforto.

Eletroneuromiografia é requisitado geralmente quando os médicos suspeitam que o paciente possa ter problemas com seus músculos ou nervos. A Eletroneuromiografia pode ser requisitada para avaliar se você tem um nervo comprimido, por exemplo. Se você tem sensação de dormência, formigamento, dores ou fraqueza em seus braços ou pés e se você tem um comprometimento de algum nervo.

 

A fraqueza dos músculos ou cansaço pode ser indicativa da doença do nervo ou do músculo e exigir uma Eletroneuromiografia. Há muitos outros problemas médicos que podem sugerir a necessidade para a realização de uma Eletroneuromiografia. Se você tem quaisquer dúvidas a respeito o do porque você precisa este teste, pergunte antes ao seu médico.

No dia de realização do exame, evitar a aplicação de cremes ou pomadas na região a ser estudada. É importante trazer exames anteriores (se já realizados) como: eletroneuromiografia, liquor, tomografia ou ressonância magnética de coluna e biópsia de nervo ou músculo.

Para crianças, a preparação física e psicológica depende da idade, comportamento e experiências clínicas anteriores (por exemplo, se a criança já sofreu tratamentos dolorosos ou outra atividade médica traumatizante).