O Holter é um monitor portátil que registra a atividade elétrica do coração e suas variações durante as 24 horas do dia. É um exame complementar ao eletrocardiograma digital para detectar alterações que em geral não aparecem num exame de tempo mais limitado, de alguns minutos, como acontece no ECG em repouso.

O Holter de 24 horas é feito com a colocação de 4 eletrodos no tórax do indivíduo. Eles são ligados a um aparelho, que fica na cintura do paciente e grava as informações transmitidas por esses eletrodos. Durante o exame, o indivíduo deve realizar suas atividades normalmente, exceto tomar banho.

Durante o exame, é desaconselhável deitar-se em travesseiros ou colchões magnéticos, já que esses emitem ondas energéticas que impedem a gravação da atividade elétrica cardíaca. A utilização de micro-ondas, celular e eletrodomésticos são liberados durante o período de realização do Holter 24 horas.

Quanto às doenças cardíacas, podem ser diagnosticadas pelo holter:

  • fibrilação atrial;
  • taquicardia paroxística supraventricular ou taquicardia multifocal;
  • bradicardia (motivo para desmaios);
  • isquemia cardíaca (carência de oxigênio no músculo cardíaco, podendo indicar angina ou infarto do miocárdio).

Fica a critério da clínica utilizar o adesivo "transpore". - Para possibilitar que o paciente durma de lado, colocar o gravador na cinta posicionando-o no meio do corpo. - Instruir o paciente a não dormir de bruços. - Orientar o paciente a não tomar banho durante as 24 horas de exame.