Como o próprio nome sugere, é um equipamento que expõe o paciente a uma pequena dosagem de radiação ionizante.

Diferentemente do aparelho convencional ou analógico de Raio-X, na Radiografia Digital, o paciente é posicionado na frente do tubo do equipamento, para que o mesmo vá adquirindo as imagens para serem armazenadas e posteriormente examinadas pelo médico, não necessitando revelar o filme ou até mesmo digitalizar a imagem uma vez que este equipamento já adquire a imagem digitalizada, podendo ser armazenada, pós-processada, distribuída e impressa.

Com isso, não há a necessidade de repetir o exame por problemas técnicos (gerando menor radiação no paciente) e ainda ajuda a preservar o meio ambiente, por não utilizar produtos químicos para sua revelação e ainda diminui a devastação de árvores, pois muitas vezes não é impresso em filmes (a celulose é a base do filme de raios-x).

  • A Radiologia Geral ou de Raio X identifica, entre outras coisas;
  • Fraturas ósseas;
  • Tumores ósseos;
  • Distúrbios de crescimento e postura;
  • Possibilita o estudo das articulações/artrose;
  • Pneumonia;
  • Nódulos pulmonares;
  • Derrames pleurais;
  • Sinusites;
  • Acompanhamento da idade óssea;

O paciente deverá retirar da região a ser radiografada acessórios de metal como:

  • Brincos, broches, anéis, correntes, pulseiras, moedas;